Deixa eu cantar, hum hum hum
Deixa eu cantar, ooooo
Deixa eu cantar...
Deixa eu cantar...

Toca meu som na Bahia
Um dia beijará, quem dera
Verdadeira primavera
Um canto para o verão
Quando eu pegar sua mão
Cruzemos o sinal fechado
Um beijo me deixa assanhado

Deixa eu cantar, hum hum hum
Deixa eu cantar, ooooo
Deixa eu cantar...
Deixa eu cantar...

Pro mundo ficar Odara,
Iara sereia do rio
Sentindo o seu beijo frio
Vampira de rastafari
Te conhecer num safari
Em plena selva Bahiana
Róla na relva bacana

Deixa eu cantar, hum hum hum
Deixa eu cantar, ooooo
Deixa eu cantar..
Deixa eu cantar..

Chapéu de couro no Bob
Dread lock no Gonzaga
Chama que não se apaga
Da cultura Brasileira
Fazer amor numa esteira
Tê-la feliz em meus braços
Mas se sobrar um espaço

Deixa eu cantar, hum hum hum
Deixa eu cantar, ooooo
Deixa eu cantar...
Deixa eu cantar...

Enfiado no escuro
Não vejo cones à frente
Toma a motoca da gente
Se num pagar o seguro
Mas no futuro eu juro
Pago o licenciamento
Mas guardo ressentimento

Deixa eu cantar, hum hum hum
Deixa eu cantar, ooooo
Deixa eu cantar..
Deixa eu cantar..

Não admito embuste
Custe o que custar eu mato
O filho homem de Torquato
Pai do Faiomilandra
Danço conforme a banda
Manda contar que eu pago
Mas se causar um estrago

Deixa eu cantar, hum hum hum
Deixa eu cantar, ooooo
Deixa eu cantar..
Deixa eu cantar..

Vídeo incorreto?