Eu sou como a água
Não mim pegue
Apenas me sinta no olhar
Eu sou inoscência
Não mim enxeguer
Apenas mim sinta no olhar
Como um vento vendaval
Tira a roupa do varal
Sua louca sua roupa
Se tira pra mim

Eu sou tão sincero
Que até minto
Quando quero te fazer feliz
Eu sou pensamento
Não mim expresse
Em palavra que pode escalar
Como um Reggae litoral
Como um Dread universal
Na cabeça imensa que o mundo é

Levei vinte e nove anos
Pra mim definir pra você
Já fiz um milhão de planos
Para adquirir o saber
Daqui há um ano
Pode ser que eu não seja mais
Que palavras ireais
Ditas há um ano atrás

Eu eu sou o que você disser
Desejo intenso da mulher
Costela quer você sou eu
Imagem e semelhança de Deus

Vídeo incorreto?