Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar
Shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar

Natureza deusa do viver, a beleza pura do nascer
Uma flor brilhando a luz do sol, pescador entre o mar e o anzol
Pensamento tão livre quanto o céu, imagino um barco de papel
Indo embora pra não mais voltar, tendo como guia Iemanjá

Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar
Shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar

Quanto tempo leva pra aprender, que uma flor tem vida ao nascer
Essa flor brilhando a luz do sol, pescador entre o mar e o anzol

Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar
Shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar

Ser capitão desse mundo, poder rodar sem fronteiras
Viver um ano em segundos, não achar sonhos besteira
Me encantar com um livro, que fale sobre vaidade
Quando mentir for preciso, poder falar a verdade

Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar
Shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar....

Vídeo incorreto?