Magoou, machucou a minha mente
Me envenenou, com seu jeito de serpente
Ao sair, fez de mim fera ferida
Sem razão, sem explicar a despedida

E sem rumo, vivi minha solidão
Aprisionado, pois era tudo ilusão
Sem um norte, contaminado e sem saída
Por um vírus, que percorreu a minha vida

E sem saber o quê, porquê e como aconteceu
Da minha vida, você desapareceu
Fiz alicerce, construí a minha torre que se reergueu

Então pedi a deus, falando em forma de oração
Para curar e amaciar meu coração
Te desejo o bem, mesmo estando aquém da minha opção
Que é não lembrar de você

Vou deixar tudo para trás
Recriar dar uma nova cor
Pois quem planta, colhe e logo traz
Aprendi, nem tudo é amor

Vídeo incorreto?