Outra vez você vai deixar nosso lugar invisível
destruir o que ha pouco era indivisível
toda vez que você disse sim
toda vez que sorria pra mim
o meu mundo girava em todos os sentidos
e hoje na verdade, da verdade eu só duvido

tentar não ligar pra ninguém, antes do dia acabar
e quando a noite vem você não lembra nada...

não volta e falta paz desse lado do muro
na cidade inteira em me escondo no escuro
folhas caem, gotas secam e o sol não sai
os minutos são tão longos quando você vai
não é nada que eu não precise eu sei
mas sem alguém, quem é quem?
eu não sou ninguém

o mar que você roubou não era só seu
eu não era só eu
eu não era só eu...

Vídeo incorreto?