Abriu-se a cortina da história

Nesta página de glória

Mocidade vem apresentar

Com galhardia e alegria

Este bravo colonizador

Que os vicentinos enaltecem

E agradecem

Com seus votos de louvor

Vieram negros da áfrica

Era o início da escravidão

Nas noites de festas

Em rituais de magia

Crenças e devoções

Entoavam suas canções

Agô-iê, inaê, ago-iê

Agô-iê, inaê, ago-iê

Mãe d'água a rainha do mar

Adorada pelos negros de maneira singular

Que num ato de abnegação

Louvavam os orixás

Com as suas tradições

Iemanjá

Como és linda, ó flor

Celeste harmonia

Vídeo incorreto?