Parece que o arroz, ô ô ô ô
Veio da China pra cá
Até seu imperador, botou banca na corte
Era o primeiro a plantar

Nessa história
Árabe não leva fé
O arroz nasceu
De uma gota de suor de Maomé

Saboreia o estrangeiro
Esse arroz que vai e vem (e vem, e vem)
E o povo brasileiro
Quando pode come também
Dívida externa, prato antigo
Nilo Peçanha já teve que comer, oi
Foi na Maria Fumaça que "vendeu" capim
Com arroz pra inglês ver

Vem, meu amor
Linda noivinha, vem comigo pro altar
Eu quero um bom banho de arroz
Para nos fertilizar

Axé, Axé, pai Oxalá
Na sua ceia
Tem arroz de Haussá

E no Sul
O gira, gira, gira mundo do feijão (vejam só!)
Vejam só, comemos arroz doce
E o feijão é docinho no Japão

Ê mulata!
Ê Brasil trigueiro! (laiá, laiá...)
Põe o preto no branco
É feijão com arroz
Viva o povo brasileiro

O feijão e o arroz
Num tempero especial
É a Estácio
Sacudindo o Carnaval

Vídeo incorreto?