Eu me entrego toda, caio pelo chão
Sempre tento te agradar e confirmar
Que nao é nada em vão
Sei que às vezes choro à toa, talvez com razão
Você reclama que eu não te dou toda atenção

Me pede pra ir, voltar, ficar, me vira do avesso
Na ferida você tenta controlar
Mas não vou mais aceitar
Quero deitar, sentar, descansar
Eu gosto de sonhar
Vocé não esta deixando eu respirar
De tanto emplorar, emplorar, emplorar

Refrão

Não vou deixar, você me dominar
Nem vou mais dançar sua música
O silêncio é um carinho, liberdade é um destino
Felicidade vem só com a verdade

Vídeo incorreto?