Título: a rude cruz fez a diferença


Foi Uma vida cheia de desespero e sem propósito
Sem esperança, andou pelas migalhas de um homem
Então uma mão com sinais de pregos enstendeu-se,
Apenas um toque e uma nova vida começou.

Refrão

E a velha e rude cruz fez a diferença
Em uma vida destinada a dor e derrota;
Irei louvá-lo para sempre e sempre
Pois a cruz fez diferença em mim.

Áridas muralhas ecoaram raiva e perversidade
Rostos tímidos correram com terror para esconder;
Agora aquelas muralhas levantam com amor, entusiasmo e alegria,
Já que o provedor da vida, adentrou-se

Repete Refrão

Há uma sala cheia de rostos pálidos e abatidos
Sem esperança, a morte os isolaram na tristeza;
Mas do lado de um justo há regozijo,
Pois a vida não pode ser selada em uma tumba.

Repete Refrão