Está na hora de pegar a estrada
Enfrentar de novo a rodovia.
Na frente tantas toneladas
Madrugada, noite e dia.

Sou apenas um peão no trecho
Sobre os eixos levo a minha sorte.
Onde a terra encontra o céu azul
Norte e sul, sul e o norte.

Refrão (2x)
Com os braços de ferro eu conduzo a nação.
Por entre o asfalto e os buracos do chão.
Porque o brasil pára sem caminhão.

Está na hora de encostar no posto
Lavar o pára-brisa, encher o tanque
Calibrar pneus e olhar os freios
Dar uma folga no volante.

Sou mais um irmão caminhoneiro
Fugindo dos perigos do caminho.
Peço a deus pra viajar comigo
E não me sentir sozinho. repete refrão

Vídeo incorreto?