Profunda escuridão (fukai no yami)


O som vibra no vento... Agitando, flutuando
Desperdício se deitando por razão e consciência
A mistura do crime e a punição
Agora, de repente a luz desaparece...

A última palavra frágil ecoa
Mesmo que eu grite, a minha voz... O fim de um mundo decaído
Tudo do meu coração está inflamado e desordenado
?Eu irei quebrar e queimar?

Minha voz quebrada. . . Um riso silencioso
Sentimentos ordinários desaparecem mas?
Agitação, essa emoção é congelada para cegar a minha voz e transborda-la.

As folhas murchas de uma floresta dançam e balançam
Meu grito desaparece... A escura podridão abismal
A voz do sofrimento, e angústia de morte na profundidade.
?Torne-se nada?

Afundar-se mais profundamente... Queda mais profunda...
Vou engolir a mais profunda escuridão
Embora o tremor perfure meu coração