Sereia


Notícias irritantes espetam os meus ouvidos indiferentes
Desvendadas as mentiras de palavras pomposas
Volto a temer a noite sem motivo
Não quero mais ensinar nada para você
Que amanhã haverá para eles?
Que o desperdiçam hoje!

Venha!leve-me à loucura
Fique de costas para o sossego
Injete a emoção na artéria
Venha!leve-me à loucura
Apanhe a arma adormecida no seu peito
Atire ao céu com o sinal
Está abrindo a cortina nova
Como a banda anthem
O rage pergunta com seu som explosivo
O que tem aí?
Monte no tempo, responde para mim

Venha!leve-me à loucura
Abraçado pelas suas batidas fortes e velocidade
Despedaço a minha vida
Venha!leve-me à loucura
Vamos determinados
Até o fim do mundo
Mesmo que perder o juízo, deixe eu viver
Só desejo estar feliz
Quando voltar meus olhos para o sorriso do amanhecer