Mestre Amado, Senhor da Bondade
Teus olhos clamam por humanidade
Mas, sempre estamos muito apressados
Não temos tempo para a caridade

Precisamos compreender de vez
Que o nosso próximo é esse que está
Nas ruas, nas calçadas, sem um abrigo
E fazer chegar o alimento da vida
Do corpo e da alma, o amparo e o remédio
A luz do Evangelho de Jesus

Precisamos compreender de vez
Que o nosso próximo é esse que está
Nas ruas, nas calçadas, sem um abrigo
E fazer chegar o alimento da vida
Do corpo e da alma, o amparo e o remédio
A luz do Evangelho de Jesus

Vídeo incorreto?