Assisti a primeira reunião no centro espírita
Ao sair alguém me perguntou se eu era espírita
Eu lembrei sermões e condenações,
Bruxaria e seitas heréticas
E pensei aqui que disseram-me
Sem perdão de Deus para tais ateus
Pois ali o mal reina por igual
E erguendo a mão disse que não

Pouco após comecei a estudar Doutrina Espírita
E outro alguém de outra vez quis saber se eu espírita
Gente eu nada vi do anticristo,
Nem blasfêmia, culto satânico
Ao pensar no bem que do céu nos vem
E por ser feliz de ser aprendiz de Doutrina assim,
Eu disse sim!

Mas o tempo passou eu que amei o ensino espírita
Compreendi que não posso afirmar que sou espírita
Se eu que vejo a luz não aguento a cruz
E as lições do Cristo em minha vida são ainda inéditas
Não perguntem mais, vou tentando entre quedas e acertos
Dizer não aos meus próprios defeitos
Vou tentando dizer: Sim, sou espírita!

Vídeo incorreto?