Sou a decadência do pranto
Sob o galope das cordas
Vamos marchando
E vencendo as influências das ordas

Quem se acercaram de nós
Nossa voz nosso ser nossos sonhos
Pra desprenderem seus nós suas vozes de avisos bisonhos
Paz pela paz, pelo bem, pelo amor, pela fé
Sobre nós vem a cruz do Senhor

E nessa roda festiva
Nós revivemos os passos
Dos primitivos amigos que hoje nos guiam do espaço
Quanto mais forte a canção,
Coração e razão mais unidos
Mesmo apesar dos irmãos, que das mãos usam males "unidos"
Paz pela paz, pelo bem, pelo amor, pela fé
Sobre nós vem a cruz do Senhor

A juventude do mundo crê como é grande o momento
Que atravessamos cantando no seio do movimento
Desce do sal pelas mãos de irmãos sobre vós, muita luz
Raios de amor, como feitos de anéis pelo brilho da cruz
Da cruz de Jesus

Vídeo incorreto?