Para que os versos?
Se não há quem os ouçam
Para que os elogios?
Se não há quem os recebam
Para que o sorriso?
Se não há alegria
Para que as lágrimas?
Se não há sentimentos
Para que as mãos?
Se não as usamos
Para que discursos?
Se não há a quem influir
Para que memórias?
Se não há boas recordações
Para que as flores?
Se não há quem as olhem
Por que querem milagres?
Se não acreditam na vida

É útil relutar contra tantas banalidades
Que a semente pelo menos brote em nossos corações
Uma receita para o amor
Receita esta de como usar
Ingredientes para a paz do mundo
A paz do mundo

Não somos máquinas, somos humanos
Há um coração que pulsa em nós
Por debaixo do nosso peito
O sangue corre em nossas veias
Temos o poder de criar, produzir e executar
Descubra a magia de viver
Desperte, acorde para a vida
Para a paz do mundo que está em você
Que está em você
Que está em você
Que está em você

Vídeo incorreto?