Lê lê lê laialaia
Lalaia lalaia lalaia lê lê lê
Lê lê lê laialaia lê lê lê ooooh

Quando agente para pra curtir um samba
Agente bota a banca (e toca o terror)
A firma é poderosa, agente não se abala
E geral repara (que o bonde chegou)

Só de patrão e vem geral beber com agente
Ostentação e a mulherada chega quente
É do jeito que agente gosta
Enquanto a fonte não seca não perde a pressão

A mulherada na ponta do pé (o coro come)
Agente na palma da mão (o coro come)
Rodeado de mulher
Até o dia clarear

Lê lê lê laialaia
Lalaia lalaia lalaia lê lê lê
Lê lê lê laialaia lê lê lê ooooh

Vídeo incorreto?