Sempre fui da boêmia, um tremendo fanfarrão
Pois saia com a Maria, e também com a Judite mulher do Carlão Mas ai num belo dia, o molho azedou e não foi mole não
Eu parei na da Estela, que de mim não fez questão

Me deixou na solidão fez de gato e sapato tremo em imaginar,
Dizendo que era donzela e só namorava se for pra casar
E eu todo apaixonado gastei meu salário comprando um anel
E não é que a nega disse: Só falta o vestido a grinalda e o anel

(REFRÃO)

Perdi toda economia e até meu fusquinha tive que vender
Pra pagar o mano da corneta, o tiozinho da foto e também o buffet
Na hora que o padre pergunta ? Estela Pereira tu aceita ou não
Fugiu de moto com o vizinho deixando o neguinho na decepção

Vídeo incorreto?