Sai na janela prenda linda para ver
O cavaleiro que chegou no seu portão
Vem sorrado das estradas de poeira e de paixão
Morrendo de saudade dos teus olhos
Do teu beijo e do gosto do teu chimarrão

(A trote largo corto estradas pra te ver
No meu cavalo só pensando em ti querer
Ronda de tropa pastoreio anunciação
No meu cavalo repontando a solidão)

Pelos caminhos juntei flores pra te dar
E se teu pai me consentir a tua mão
Minha doce namorada gauchinha do rincão
Eu corro ao encontro dos teus olhos
Do teu beijo e do gosto do teu chimarrão

Vídeo incorreto?