Fim de noite madrugada campeira
Lua altaneira a alumiar o meu rincão
Noite chirua de lindas estrelas
Me ponha a vê-las brilhando pra ao santo chão

O fogo aquenta a água pra o mate
O cusco late pra fora do galpão
Preparo a cuia ao chiar da chaleira
Chama campeira que aquece o coração

(Oh madrugada campeira
Lua altaneira a alumiar o meu rincão
Oh de lindas estrelas
Me ponho a vê-las brilhando pra o santo chão)

Fim de noite eu sigo chimarreando
Dia clareando nas frestas do galpão
A sinfonia os galos cantando
Que prenuncia a aurora do meu rincão

O sol desponta clareando as estradas
E a madrugada vai no berro do boi
A luz do dia em campos e orvalho
Buscando atalho a madrugada de foi

Vídeo incorreto?