Olha, amor, eu tenho que te confessar
Tô lutando contra o tempo
Sem amigos pra desabafar
É verdade, eu tô sofrendo
Essa noite eu fui de bar em bar
Procurando uma saída
Mas às cinco resolvi voltar
Magoado com a vida
Eu não sei se devo te ligar
Tô com medo da resposta
Ainda mais que eu tô um tempo sem te ver
Por favor não vire as costas
Para um cara que nem pode ver
Seu retrato na parede
E o choro não consegue segurar
Aumentando a minha sede

De você, do teu beijo
Tua pele, tua voz
Afinal, faz um tempo
Que a saudade entrou em nós.

Vídeo incorreto?