Eu sou...
Um dos poucos que restam com fama de bamba
Sou a marca de um tempo, o retrato e um samba
Que ilustra tantos dias, noites e madrugadas.

Chorei,
Já caí, levantei, conheci a descida
Aprendi bem depressa as lições dessa vida
Me formei professor nessa minha jornada

Eu vi...
Os janeiros passando no meu dia a dia
Fevereiros trazendo muita fantasia
Muito samba rolando, muito carnaval

Eu fiz..
Com que minha alegria alegria alegrasse a tristeza
Fiz a vida tornar-se uma linda princesa
Transformei o meu mundo no mais alto astral

As marcas dos meus dissabores o tempo apagou
As duras penas voaram para sempre, o vento levou
Falsos amigos, falsos amores, falsa canção feita sem rima
Tudo é passado, tudo acabado, é a volta por cima

Vídeo incorreto?