Vou levando a vida
Não sei se termina
Amanhã ou em oitenta anos

Sei que é cedo ainda
Nem cheguei aos trinta
Mas, já passei dos vinte e cinco anos

Gosto de alegria
E da fantasia
No olhar ingênuo das crianças

Não leve nada a série
Nem a você mesmo
Esquece o corpo velho e sai voando

Seja uma criança no olhar
Em qualquer lugar
Aonde você for


Vou levando a vida
Não sei se termina
Amanhã ou em oitenta anos

Sei que é cedo ainda
Nem cheguei aos trinta
Mas, já passei dos vinte e cinco anos

Gosto de alegria
E da fantasia
No olhar ingênuo das crianças

Não leve nada a série
Nem a você mesmo
Esquece o corpo velho e sai voando

Seja uma criança no olhar
Em qualquer lugar
Aonde você for

Vídeo incorreto?