É coração quando os sonhos batem asas
a saudade vem pras casas pra provocar as palavras
é coração tudo isso que se sente
machuca o peito da gente corta feito fio de faca

Eu coração, vou tocando sem sorrisos.
As milongas que preciso pra disfarçar minha dor
cá no meu rio, que por vez inunda o rosto.
Sobra na boca este gosto de tristeza e emoção.

Eu coração sou um pássaro perdido
vagando sem ter sentido, milongueando a solidão.
Eu coração, busco meu ninho seguro.
Procuro a luz nesse escuro, ao som do meu violão.

Marca o compasso na milonga que ponteio
num tum-tum-tum que vem chegando de mansinho
tu coração também tem asas sai do ninho
vai mundo a fora feito outro passarinho.

Voando ao vento vai pousar entre os acordes
nesta milonga onde a saudade faz morada
e encontra abrigo nestas cordas que dedilho
nas melodias que invadem minha casa.

Vídeo incorreto?