Atlas pedra


Corações queimarão, venha o que vier
Com as lições aprendidas ao longo do caminho
Para me libertar, eu faço uma escolha
Apenas para ser escutado, eu perco a minha voz

Encontrando força na solidão
Eu luto para voar com muito a provar
É este o caminho que está destinado a ser?
Eu arrisco tudo eu não cairei

Carregue o peso do mundo
Sobre os meus ombros
À altura do desafio que me ponho

Salvação espera sem trégua
Eu estou no fio da navalha e ela corta os meus pés
Tão bom que a vida nunca vai alcançar
Eu desejaria poder desistir e ir para casa

"O sangue retirado do Atlas Pedra
Ele desenha um caminho do inferno para casa "

Lute para sobreviver
Sucumba ao caminho
Vença o medo e nada falhará
A busca para definir esta minha luta
Gravidade desafiou
Subo além alturas

Carregue o peso do mundo
Sobre os meus ombros
À altura do desafio que me ponho

Sombras de dúvida rastejam em direção à luz
Um vislumbre de esperança nunca perde a vista

Longe da vista

Paralisado sob fogo supressivo
Segurando firme contra uma fina linha vermelha

Fora da mente

Sombras de dúvida rastejar em direção à luz
Um vislumbre de esperança nunca perde a vista

Longe da vista

Paralisado sob fogo supressivo
Segurando firme contra uma fina linha vermelha

Fora da mente

Carregue o peso do mundo
À altura do desafio que me ponho

Carregue o peso do mundo
Sobre os meus ombros
À altura do desafio que me ponho