Na libertinagem


Oh não
Eu não preciso de outra viagem para aquele cemitério
Deixe me ser
Já estou doente e cansado
Sou simpático
Traga-me
Deixe-me ser

Nessa doce libertinagem
Eu me enforcarei
Estou angustiado

Vamos ir
Me de alguma esperança
Me de algo para me libertar
A vida é dura
Com um pouco de fantasia
Eu vou encontrar algo que vá me matar