País de todos,
Assaltantes, contrabandistas e traficantes
Gente alegre,
Feliz sem nada, sempre na lama, em total desgraça

Tudo passa, pela fronteira
E mundo chega, sem avisar
A violência, no dia-a-dia
Uma criança, sozinha na sua curta vida

Não podemos, aceitar
Jovens drogados em plena solidão
Assalto em banco. intineraráio
Sem atitude eu sou mais um otário

Traficantes dominando tudo
E favelas por todo lado
Esse tal crime, organziado
Cidades fedem, desesperado

O tempo passa, e o brasil não muda
Crime sangrando. rico mais rico
Seqüestradores, de mentes podres
País perfeito, só sonhadores

Não podemos aceitar
Jovens drogados em plena solidão
O terrorismo, desenfreado
E o brasileiro, desesperado

Não podemos aceitar
Jovens drogados em plena solidão
Assalto em banco, intinerário
Sem atitude, eu sou mais um otário

Vídeo incorreto?