Antes dela não sabia que existiam coisas tais como internet
Hoje em dia ganho o dia se recebo dela esse tal de "scrap"
Sua página de recados, as comunidades dela, vivo a bisbilhotar
Butuco aqui, butuco ali, butuco lá, esse é o nome que se dá

Em seu perfil eu não só quero inclusão digital
Eu quero muito mais que um romance virtual

Eu quero lhe dar um abraço concreto
Se ela chorar eu quero sempre estar perto
Me assanho a sonhas a senha do coração dela
Eu quero livre acesso

Que admirável mundo novo onde é muito mais fácil se comunicar
Mas confesso me sinto a deriva sempre quando estou a navegar
Hoje quando lhe vi, vi-me plugado numa teia querendo me desplugar
É que o meu coração rudimentar gosta de ver o teu a batucar ao vivo

Vídeo incorreto?