Já o dia longe vai;
Com negror a noite cai.
Livre, agora, do labor,
Venho a Ti, meu. bom Senhor.

Tu, que a todos vês dos Céus,
Vés também os erros meus,
Mas às faltas contra a lei,
Dá perdão, bondoso Rei.

Minha noite triste cai,
Longe a luz do Sol se vai.
Quero, pois, em Ti, meu Deus,
Repousar dos fardos meus.

Vídeo incorreto?