Eis que um dia de Aflição, guardei meu violão.
E falei pro meu Senhor, que não vou mais tocar.
Pois a prova era tão grande, me fazia chorar.

Eu sentei em uma escada, e falei que vou parar.
Minha vida é só tristeza, eu só sei chorar.
De repente, eu não entendi, um varão de branco se aproximou.
Ele trazia um violão branco com cordas de ouro pra fazer eu chorar.

Refrão:
Cordas de ouro a brilhar. O violão era de rei
Mas eu não podia tocar. Não era o meu eu pensei

Me falou que um sorriso, caro pode custar.
Que a missão em minha vida, era não fazer ninguém chorar.
Violeiro seja humilde, pra no céu você entrar.
Daqui a pouco eu vou subir, pois o céu é meu lugar.

E subiu e partiu e eu não vi mais ele tocar.
E alguém me pergunta se esse anjo vai voltar.
Eu não sei o nome desse anjo, mas uma coisa posso falar.
Ele trazia um violão branco, com cordas de ouro pra fazer eu chorar.

Vídeo incorreto?