Eu não pago fiado, Eu não como quiabo
Eu não sou baixo-astral, Eu não sou complicado

Eu sou desafinado e canto por prazer
Sou poema cantado, os que cantam você

Eu sou desinformado, sou complexado
Sou bacharelado, em baixar CD

Sou do avesso, ao contrário, dos versos quebrados
Dos sambas notados, os que cantam você

-
Mas sou a favor do amor de máscara em pleno carnaval
E aproveito isso pra fazer Manutenção na harmonia universal
E infelizmente sinto que a gente nunca passa de um simulacro de paixão
Eu sei que estando certo ou errado eu termino com cerveja e violão
Não sei você
-

Eu caço, amasso, traço, passo, de janeiro a março, eu faço e me desfaço do disfarce que é você
Eu manjo de macanjo, arranjo o que fazer,
Não sei você

-
Mas sou a favor do amor de máscara em pleno carnaval
E aproveito isso pra fazer Manutenção da harmonia universal
E sinto que a gente nunca passa de um simulacro da paixão
Eu sei que estando certo ou errado eu termino com cerveja e violão
Não sei você

Vídeo incorreto?