Para o frio tem lençol para o sol protetor,
Para dor tylenol etanol pro senhor.
Para deus tem pecado, pra xangô tem quiabo
Pro amor complicado nada mais que amor.

Pra mentira justiça, para o homem preguiça,
Para o palco um artista de tamanha invenção
Pro stress sossego, pro escuro morcego,
Elogio ao primeira, segunda e terceira, colocação.

Para prece muita precisão, pro pandeiro mais repercussão,
Pro melhor a vitória, para os crentes a glória,
Pra menino história de bicho papão

Pra paixão discrepância, pro sofrer ambulância de sirene acesa
Pra escala de dó, um laço frouxo sem nó, e rima sobre a mesa,
Pele de princesa negra demais

Pro destino do acaso, mais descaso e descanso,
Pros que cansam de casos e casamento a distancia
Ânsia de querer bem, sorte pros que lutam e não tem nada
Nada demais.

Vídeo incorreto?