O que sobrar do infinito eu vou comprar,
O sentimento mais aflito eu vou comprar,
O que for mais bonito, o que for mais barato, evito.
Perdi a paciência, mas eu vou pagar!

Com essa minha ética moral de ter valores surreais
Me diz como é capaz de ter um sentimento bom,
Me fala onde assino o cheque, eu quero investir em ações,
De gente que almeja e tenta e ganha,
De gente que não vende os seus corações

Pra que sonhar, sem tá nas nuvens?
Pra que sentar, sem ter?
Quem faz a vida apenas com notas
Não faz o livro que se quer ter
É só pagar pra vê

Eu quero ter um plano de mais de um bilhão
Eu quero ter noção, que nós somos reais,
Iguais aos meus amores, que compro a prestação
Em lojas e empórios, de sofisticação.

Vídeo incorreto?