Ao coro dos arcanjos eu uno meu louvor,
E adoro humildemente o grande Criador.
Enquanto os passarinhos voando pelo ar
Entoam seus louvores, eu ergo meu cantar.

Se às vezes sou tentado a ouvir a voz do mal,
Escuto, então, dos anjos, o coro divinal.
Eu canto em voz mais alta que a voz do tentador,
E nesse mesmo instante renovo meu vigor.

Nas horas de tristeza, nas lutas e na dor,
Nos dias de saudade do eterno lar de amor,
Eu ouço a natureza, feliz, rejubilar,
E sinto da harmonia a paz me confortar.

Vídeo incorreto?