Quando a tempestade vem
Tudo se transtorna.

E eu corro para o esconderijo do Altíssimo
E é ali que derramo minhas lágrimas
E é ali, prostrado aos teus pés, Senhor
Que te apresento o meu clamor.

Quanto tua presença vem
Tudo se transforma.

E eu me rendo ao doce vento do Espírito
E é assim que meu coração recebe paz
Minha mente, minhas emoções descansam
Na segurança do colo do Pai.

Vídeo incorreto?