Deus, o caminho da paz
Saia da hipnose, Deus é mais, Deus é mais
"O império...sobe o morro... só pra acionar"
"Falando a língua do povo... sem elitizar"

Carro, casa, povos, tentação que muitos quer
Sexo, grana, puteiro, mundo de Lúcifer
Uma pá de buceta no pé, fuder com uma par de mulher
Se sentir tal garanhão, como anda o mundo cão
Não tem o auto-domínio, não resistindo à tentação
Querer mais, querer mais bens materiais
Pra se gabar na balada, se mostrar na noitada
De Mustan e Xeroquí a duzentos por hora na estrada
Tipo mocinho de tv que se vê diariamente
Na Tela de Sucessos, Super Cine e Tela Quente
Reze pouco, vê tolo com o Diabo tudo a ver
No plim-plim-plim, o caldeirão ferve assim
Te deixa sego hipnotiza até o fim, ah, até o fim

Na corte do Diabo, Diabo
O povo tá cego, hipnotizado
Na corte do Diabo, Diabo
O povo tá cego, hipnotizado

Chega, discute
Não se faça de surdo e me escute
Você aí do outro lado que está de olhos vendados,
Se ligue no noticiário então veja no Diário do seu rádio

"Então você já tá ligado né?
Mas seguindo com o nosso tema de hoje no debate
Você vai ligar pra cá e dizer o seguinte:
O que você acha da molecada que tá acabando com a vida no crime e no mundo das drogas"?

"É Nuno,
Inclusive dentro desse tema hoje nós vamos citar a história do garoto Eduardo
Que cometeu suicídio essa semana aí na Z/O"

Se liga aí você aí que não pode me ver, mas pode me ouvir
Aqui quem fala é o suicida retornando em outra vida
Longe das drogas com o oitão da fé
Morre Eduardo, nasceu Axé
Que morra o homem de maldade
Que nasça outro homem de bondade
Cometo o suicídio dentro de você
Bem vindo pra vida, venha viver
Bato de frente, rasgo o verbo sem medo de dizer,
Na corte de Brasília o Diabo vai tremer
Vai se fuder, aí sabe por que?
"Não temo as leis do homem"
"Só a fúria do Pai... só a fúria do Pai... só a fúria do Pai".

Vídeo incorreto?