O que direi, retornando assim, miserável delinquente de uma vida destruída. tudo em mim é ferida aberta tão marcada de remorsos, sinto falta de voltar a minha casa!

O que dirá, quando me ver assim. Após tanto, tanto tempo a desprezar o seu amor. aqui estou a sua porta, vira-lata esfomeando, esperando receber as pedradas

Não há tempo pra bater, nem para pedir perdão, ele vem correndo a mim de braços abertos

Tanto tempo esperei, tuas lágrimas chorei. Dão importa esta lama, hoje encontrei. dia a dia, hora a hora ansiava teu retorno, a luz que brilha na janela era pra ti

O que direi de um amor assim. Mem maior do que o mundo que te leva ao mais profundo. muito mais que já sonhaste é o amor exagerado que te busca ao sentir-te destroçado

O que direi de um amor assim. Fue dissolve todo gelo pela chama de um abraço. força doce que encoraja, força cheia de infinito que é mais forte, quanto mais tu feriste

Não há tempo pra bater, nem para pedir perdão, ele vem correndo a mim de braços abertos

Tanto tempo esperei, tuas lágrimas chorei. Dão importa esta lama, hoje encontrei. dia a dia, hora a hora ansiava teu retorno, a luz que brilha na janela era pra ti.

Vídeo incorreto?