Um dia ia eu sozinha
Andando em um desses caminhos
Que levam ao lugar distante onde mora o tempo
Fazia noite de estrelas
os sonhos eram fugidios
Principiava a madruga quando nessa estrada o vento
me falou

Menina eu vou lhe assegredar
Eu venho de um lugar não longe
Aonde a vida nasce e tem cor de quimera
E a felicidade é uma rolinha mansa
E lá a paz descansa e quer ser namorada
O sonho é um menino vestido de nada
É logo ali adiante atras daqueles montes
Na linha do horizonte no fim dessa estrada

Ah como eu andei
Fui lá no fim do mundo e nada achei
Foi mentira de um vento vadio
Ou então delírio do meu desvario
Eu tenho a ilusão cansada
Mas doce fui acreditar
Na rolinha mansa na paz namorada
Um menino sonho vestido de nada
Uma branca estrada um moleque vento
Que contou mentiras pra me emgabelar

Vídeo incorreto?