Copo de Cerveja

Tome um copo de cerveja aqui comigo
Somos amigos pra que se envergonhar
Eu sou a mesma do passado, no presente
Minha história nem precisa te contar
Esta aliança em seu dedo tem meu nome
Vê se recorda as juras que você fez
E se quiser chorar misture com meu pranto
Mas nesta noite quero tê-lo outra vez

As alianças que enfeitam nossos dedos
Guardam segredos que ninguém pode saber
Somos amigos apesar de tantas brigas
Beba comigo, ainda gosto de você

Somos casados, mas o maldito destino
Tirou de mim você que eu tanto queria
Por isso ando triste pelas noites
Apaixonada, afogada na boemia
Até as pedras que são pedras se encontram
Nos encontramos nesta linda madrugada
Beba comigo e me abrace com ternura
Depois me deixe sem adeus sem dizer nada

Vídeo incorreto?