Ontem a noite me tranquei no quarto
Pra curtir calada minha grande dor
Sem querer soltei um grito de agonia
Ao pousar os olhos na fotografia
De quem eu tanto amo que ao partir deixou

Embriagada pela solidão
E de saudade de alma ferida
Em minha cabeça foi mudando tudo
E lá em cima do criado mudo
Aquele retrato foi tomando vida

É uma loucura quando a gente ama
Até o impossível pode acontecer
Abracei chorando aquele retrato
Com ele no peito andei pelo quarto
Chegando até mesmo a sentir você

Vídeo incorreto?