Eu já fui tudo na vida e hoje não sou mais nada
Pago em dobro o tormento levando esta cruz pesada
Estou sentindo minh'alma escura fria e manchada
Cansada no fim da idade eu pago minha maldade
Nesta estrada apedrejada

Deixei esposo e filhos esquecendo os juramentos
Não honrei meu lar sagrado vejo que a todos os momentos
Em cada dia que passa aumenta meu sofrimento
Estou pagando o que fiz se hoje não sou feliz
Só culpo o meu fingimento

Reconheço minhas culpas em deixar um amor profundo
Pra seguir passos errados vejo que há todos segundos
Batendo em porta em porta me chamam de gira mundo
Hoje cansada e vencida me vejo descontraída
Pelos espelhos do mundo.

Vídeo incorreto?