Numa noite enluarada era bem de madrugada
Eu saí a viajar preparei as minhas traias
Fui até o Araguaia conhecer todos de lá
Mas quando lá eu cheguei pelas águas naveguei
Eu estava a contemplar
Parecia a todo instante pelas matas verdejantes
Uma voz a me chamar

Índia do Araguaia,
Tu és tão bela, tu és meu amor
Esta índia Carajá esta é a rainha das flores

Devagar eu fui remando o meu barco encostando
E saí a procurar eu fiquei em desespero
E segui o rastro dele e ele estava a me esperar
E dentro da mata escura sua imagem bela e pura
Eu fiquei a contemplar
Quando esta beleza rara é jóia preciosa
É o dono do meu lar

Vídeo incorreto?