Não te sirvo
Por que queres um escravo
Não me queres por que perdes teu valor
Nunca amas
Nunca choras
És de aço
O teu peito não me cabe e eu já vou

Não me impeça
Por que somos diferentes
E essa diferença me prejudicou
E espero de coração
Que entre a gente
Nasça pelo menos
Entre as pedras uma flor

Por que eu gosto da sua companhia
E adoro o seu jeito de pensar
Mas tem coisas baby em nosso dia-a-dia
Simplismente que você não sabe usar
São palavras nossos gestos e manias
Não nos custa o que faz mal tentar mudar
Eu adoro baby a sua companhia
Mas é tarde eu vou
Não sei quando voltar.