Quisera compreender por que Deus escolheu pra falar a Moisés Aquela humilde sarça, plantada no deserto, havendo tanta flor A voz da Sua presença, a chama da Sua glória Entre as folhas queimou E parado numa sarça, e parado numa sarça Ao mundo se mostrou.
Não posso imaginar por que Deus me escolheu Se eu não sou o melhor Diante dos Seus olhos, tanto nos parecemos aquela sarça e eu, Eu não posso crer, eu não posso crer, Que Deus me ache o melhor Se uma sarça pôde arder, se uma sarça pôde arder, Arder quero eu também/ Queima-me, queima-me, queima-me ao menos uma vez!
Há tanta sarça triste, plantada no caminho Que ninguém dá valor! Pois com os ventos do deserto, sofreram grandemente O mundo as quebrou! Porém se vales pouco ou se não vales nada O céu não te esqueceu Mesmo sendo uma sarça, mesmo sendo uma sarça O Senhor já te escolheu! Queima-me, queima-me, queima-me ao menos uma vez! Queima-me, queima-me, queima-me ao menos uma vez!

Vídeo incorreto?