De longe observava, olhava atentamente
Cada passo que c dava, era filmado lentamente
Meus olhos que brilhavam, era duro agüentar
Assim me segurava, vontade de te beijar
Na escola era a rainha, que chamava atenção
Eu eu era o merda, que aguentava zoação
Magrelinho, franzininho, o coitado da escola
Na hora da pelada, sempre ficava de fora

Sempre no meu canto, sozinho sem amigos
E você a popular, rodiada de sorrisos
Imagina o sofrimento, apenas uma criança
Na cabeça, la no fundo ainda tinha esperança
Briguei com a professora, so pra me sentar
Fikar bem do lado, so queria te olhar
Até nisso me fudi, meio engraçado
Talvez coincidência, você foi pro outro lado
Deixa o céu desabar, quando se desfizer
Ficaremos firmes, e enfrentaremos tudo juntos
No cair do céu

O amor foi aumentando, a barreira também
Nosso mundo tão distante, diferentes eu sei
Invisível como o ar, assim que eu me sinto
Impossível c lembrar, nem sabe que eu existo
O tempo foi passando, adolecencia chegou
No fim nada mudou, so o amor que aumentou
Já tinha 17, sem saber bem como é

Um abraço apertado, ou um beijo de uma mulher
Aquela que eu amava, e queria do meu lado
Dava bola pros play, so fikava com otario
Cheguei a me declarar, e falar o que sentia
Você riu da minha cara, deu as costas vadia
Demorei para acordar, mais já penso em mudar
Eu vou me levantar, custe o que custar
Mais qual a solução... Como vou ser notado?
Como mudar a vida, desse merda fracassado?

A resposta me veio, meio que por acaso
Navegando na internet, descobri um santuario
Varios videos de um esporte, chamado musculação
Onde o importante, era a dedicação
Varios caras gigantes,... Corpos esculpidos
E o mais importante, era tudo construído
Entrei no ginásio, muita gente duvidou
Na escola fui zuado, mais focado eu estou

Comprei uns suplementos, pesquisei que nem um louco
Disposto a mudar, passando cada sufoco
Focado na dieta, minha mãe me ajudava
Vo mostrar pra todo mundo, que falava e zuava
Conforme fui crescendo, as pessoas já olhavam
Mudei o meu destino, esse esporte eu amava
Formado na escola, fikei um tempo fora
Quero ver quem me ignora, vamo ver quem chora agora?
Enquanto estava longe, me dediquei muito mais
Cresci de verdade, passado ficou pra traz
Tem alguém especial, que agora me vai enxergar

Quero ver a sua cara, depois que me ver passar
Lutei me dediquei, pra chegar até aqui
No começo por você, mais no final eu fiz por mim
Resultados vieram, e 3 anos se passou
Já na faculdade, uma mina me olhou
Adivinha quem era, não preciso nem dizer
Veio na direção, olha so pra você ver
Perguntando o meu nome, sorri fiquei calado
Ela bem confusa, parada do meu lado
Perguntou se eu era tímido, e eu disse que não
Depois de um tempinho, já pegou na minha mão
Sentamos num banquinho, começamos conversar
Ela elogiava, não parava de me olhar!

Continuando a conversa, já tava passando a mão
Deu em cima pra caralho, irônico, ne não?
Olhei nos seus olhos: E disse bem assim
Você não lembra mesmo? Não se lembra de mim?
Um dia te amei, e até me declarei
Você riu da minha cara, no final eu que chorei
Me afundei na depressão, so Deus sabe o que passei

Pensei cada besteira, fui um tolo e te amei
Durante minha viajem, encontrei um outro amor
Entrei no santuário, olha so como eu estou
Era aquele magrelinho, zuado ignorado
Que brigo com a professora, so pra sentar do seu lado
Depois que consegui, fui simplesmente ignorado
Levantando da cadeira, você sentou do outro lado
Agora faço o mesmo, sorrindo me levantei
Mais por fim te agradeço, sua vadia, eu mudei!

Vídeo incorreto?