Mineiro pau, mineiro pau
Coco de roda é raiz e é uma tradição
Mineiro pau, mineiro pau
A turma dançando coco
Batendo palma de mão
Mineiro pau, mineiro pau
Vou pedir a santo antônio
Pra me dar um novo amor
Mineiro pau, mineiro pau
O que eu tinhas foi embora
E até hoje não voltou
Mineiro pau, mineiro pau
Toda moça é uma flor
Preta, branca, feia ou bela
Mineiro pau, mineiro pau
Quando a gente beija
Ela sente a força do amor
Mineiro pau, mineiro pau

Eu tenho muita saudade da minha terra
Do meu velho pé de serra
E do grito do bacurau e do coquista
Que passa a noite bebendo
E o povo respondendo o coco mineiro pau

Mineiro pau, mineiro pau
Alecrim na beira d'água fulora mais não cai
Mineiro pau, mineiro pau
Aquela moça bonita vai ser nora do meu pai
Mineiro pau, mineiro pau
A moça pra ser bonita não precisa se orgulhar
Mineiro pau, mineiro pau
Ter um sorriso bonito e ser faceira no andar
Mineiro pau, mineiro pau
Na sala que tem um coco todo mundo quer dançar
Mineiro pau, mineiro pau
Só canta coco de roda aquele que sabe cantar

Aquela velha que fumava cachimbão
A saia arrastava no chão chega a poeira cobria
De vês em quando uma lapada de aguardente
O cachimbo preso no dente e o danado não caia

Vídeo incorreto?