Recordar é viver
Diz o velho ditado
Recordar é sofrer
Saudades do passado
Um sonho que viveu
Em nosso coração
Um amor que morreu
Deixando uma cruel paixão
Crer num sonho de ilusão
Ver na imaginação
A imagem do primeiro amor
Que tal qual uma flor murchou
E ao relento no chão secou

Quem na estrada do viver
Não encontrou alguém
Alguém que o fez sofrer
A quem se dedicou
Talvez quem sabe amou?
Quem não teve uma paixão
Ou mesmo ainda tem
E vive na ilusão
De ainda ser feliz?
Só o destino não quis!
Quem não tem no seu passado
As cinzas do seu bem
No túmulo guardado
O seu amor primeiro?
Talvez o derradeiro!
Sim, somos todos iguais.
A vida é mesmo assim
Desilusões e nada mais

Vídeo incorreto?