Olhar de censura me desprezavam,
Na minha angústia me olvidavam.
E gente querida eu vi pouco a pouco me deixar.
Sobre minha cabeça senti meu mundo desabar.

Mesmo em uma masmorra de sofrimento,
Meu grito subia como fumaça ao vento.
Mas rompendo o silêncio uma voz pra mim falou:
Se tua causa é difícil advogado sou.
Derramei o meu sangue pra ti dar valor eu sou Jesus o teu salvador.
Irmão eu sei que sem Jesus seria o meu fim,
Sem o seu amor o que seria de mim?
Um caco desprezado sem nenhum valor,
Mas com Jesus eu sou mais que vencedor.

Com íntima compaixão olhou pra mim Jesus.
E em densas trevas eu pude ver a sua luz.
Pode a mãe esquecer do filho querido que nasceu,
Porém Jesus não esquece, não desampara um servo seu.

Vídeo incorreto?