Diz que é sertanejo
Mas bebe pinga e faz cara feia
Dá uma de laçador
Mas só vive enfiando a cara na areia
Nem sabe o que é um estribo
Nunca entrou dentro de uma mangueira
Nunca ouviu nem dizer
Não sabe o que é uma algibeira
Nunca cortou o estradão
Nunca sentiu o cheiro de poeira

Isso é um berola
É um "friage", é um chifrudo, é um "abeia"
Um cabeçudo, " zé mané", metido a valentão
Pois de onde eu venho
Caboclo assim, corto no chicote
Se acha o galo
Mas é um "frangote"
Peão costumado a beijar o chão

Diz que é sertanejo
E não experimentou o mel jataí
Foi passear lá no goiás
E não provou arroz com pequi
Passou por minas gerais
E não quis comer o queijo com café
No mato grosso do sul
Não tomou o legítimo tereré
Chegou no meu paraná
E não viu a quantia que tem de "muié"

Isso é um berola
É um "friage", é um chifrudo, é um "abeia"
Um cabeçudo, " zé mané", metido a valentão
Pois de onde eu venho
Caboclo assim, corto no chicote
Se acha o galo
Mas é um "frangote"
Peão costumado a beijar o chão

Diz que é sertanejo
Que é sacudido, mas só agita
Só ouve modinha e corta o cabelo
Igual uma calopsita
Não conhece roda d' água
E nem viu de perto um moinho
Só posta foto na net
Em frente ao espelho, fazendo biquinho
Pra acabar de ferrar tudo
Aprendeu a dançar
O tal quadradinho

Isso é um berola
É um "friage", é um chifrudo, é um "abeia"
Um cabeçudo, " zé mané", metido a valentão
Pois de onde eu venho
Caboclo assim, corto no chicote
Se acha o galo
Mas é um "frangote"
Peão costumado a beijar o chão

Vídeo incorreto?