Às vezes eu saio de casa
E não digo aonde vou
Você também não pergunta
Só Deus sabe como estou

Queria que você tentasse
Me prender, me segurar
Queria ouvir sua voz
Dizer por favor não vá
Não vá

Mas tudo que eu sinto é revolta
Por não poder ter aqui
O amor que eu sempre sonhei
E às vezes ter que sair

Pra buscar lá fora o sonho
Que aqui dentro você nega
Nem sempre um homem é culpado
Quando a outro amor se entrega

Basta você
Me dar o que eu busco lá fora
Que eu deixo tudo e venho embora
Porque se eu saio a culpa é sua

Basta você
Cumprir o seu papel direito
Que eu corrijo o meu defeito
Nunca mais durmo na rua

Mas tudo que eu sinto é revolta
Por não poder ter aqui
O amor que eu sempre sonhei
E as vezes ter que sair

Pra buscar lá fora o sonho
Que aqui dentro você nega
Nem sempre um homem é culpado
Quando a outro amor se entrega

Basta você
Me dar o que eu busco lá fora
Que eu deixo tudo e venho embora
Porque se eu saio a culpa é sua

Basta você
Cumprir o seu papel direito
Que eu corrijo o meu defeito
E nunca mais durmo na rua

Vídeo incorreto?